A criança e o discurso analítico – Curumim

A CRIANÇA NO DISCURSO ANALÍTICO – CURUMIM 

  • Coordenação: Maria Antunes Tavares e Anna Luiza Almeida
  • Periodicidade e horário: 2as e 4as terças-feiras do mês, às 20:45
  • Início: 08 de março de 2022

Nossa pesquisa visa situar o que mudou no lugar da criança na família e que efeitos isso terá em seu processo de sexuação, tanto em relação às suas identificações quanto em relação ao que vai constituindo seu modo de gozo. Buscamos ainda dar uma contribuição ao tema da Nova Rede Cereda, que segue durante o próximo ano, “Sobre a sexuação: a criança e seus pais”, e para o tema da próxima jornada do Instituto da Criança, “Pais exasperados – crianças terríveis”. Seguiremos do texto de orientação de Daniel Roy sobre o tema para abordar a crise que se encontra no fundamento mesmo da família, que como indica ele, é bem diferente de uma crise na família. Para isso, seguiremos dois eixos de investigação: (a) o lugar da criança na família, o sintoma como mensagem e o sintoma como ciframento de gozo, e (b) a família não toda, o feminino e a mãe.

Referências bibliográficas:
BONNAUD, H. L’inconscient de l’enfant: du symptôme au Désir de Savoir. Prefácio de Jacques-Alain Miller. Paris: Navarin; Le Champ freudien, 2013. p. 9-11.
LACAN, J. (1972-73) “Letra de uma carta de Almor”. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2008.
LACAN, J. (1975-76) “Do inconsistente ao real”. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2007.
LACAN, J. “Nota sobre a criança”. In: LACAN, Jacques. Outros Escritos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2003.
LACAN, J. “O mal entendido”. Opção Lacaniana, São Paulo, n.72, p. 9-12, nov. 2016.
LAURENT, E. “Existe um final de análise para as crianças”. Opção Lacaniana, n. 10, p. 24-33, abr/jun 1994.
LAURENT, E. “Uma lectura de ‘Nota sobre el niño’”. Em: El niño y su família. Buenos Aires: Colección Diva, 2018.
MILLER, J-A. “Assuntos de família no inconsciente”. aSEPHallus, v. 2, n. 4, maio/set. 2007. Disponível em: http://www.isepol.com/asephallus/numero_04/asephallus04.pdf. Acesso em: 08 jul. 2021.
ROY, D. Pais exasperados, crianças terríveis. Disponível em: https://institut-enfant.fr/wp-content/uploads/2021/01/PARENTS_EXASPERES.pdf. Acesso em: 9 jul. 2021. Texto de orientação para a 7ª Journée de l’Institut psychanalytique de l’Enfant.
X