Leia mais Slide COMPRAR Slide

NOTA DE CONSTERNAÇÃO E SOLIDARIEDADE

Escola Brasileira de Psicanálise do Campo Freudiano vem manifestar sua preocupação diante da irresponsável política de Saúde Pública praticada no Brasil.
Além da pandemia da COVID-19, que se mostra assustadora em todo o mundo, há em nosso país uma ofensiva que desarticula os cuidados mais elementares e cientificamente comprovados que poderiam atenuar seus efeitos mortíferos. Consolida-se no Brasil uma clara e perigosa aliança com a morte. Urge que a Sociedade Civil, em suas diversas instâncias e setores, organize-se para se opor a essa letal irresponsabilidade.
Como psicanalistas, sustentamos como pré-condição para a nossa prática o mais radical uso da palavra. Freud chamou-a de “associação livre”, o que consiste em falar, sem recuar, diante de quaisquer objeções. Embora de caráter privado, essa prática exigirá, como contrapartida, um Outro social extensivo a ela, organizado a partir de princípios democráticos e republicanos, segundo os quais o exercício da livre expressão seja garantido por um Estado de Direito.
A história da psicanálise demonstra que, por seus princípios, ela sempre esteve na direção oposta dos regimes autoritários e coercivos que não tenham a vida como valor supremo, e que incidam sobre sua prática amordaçando sujeitos, atacando-a e por vezes proibindo-a, como o século XX já bem demonstrou. A situação que hoje vemos avançar no Brasil, quando a própria vida parece ter perdido inteiramente o valor, colide com nossos princípios, uma vez que o enfrentamento ao que Freud chamou de “pulsão de morte” sempre foi feito na direção da sustentação de um desejo pela vida.
Solidarizamo-nos, portanto, com os que sofrem as consequências dessa catástrofe, seja pelos efeitos da doença, seja pela crescente precarização de condições favoráveis à alegria de viver que só um espaço subjetivo desejante propicia.
Aos já extenuados profissionais da saúde, aos que lutam pela vacina e sua ampla administração, àqueles que sustentam um discurso contra esse obscurantismo, nosso mais enfático agradecimento e solidariedade.

Conselho e Diretoria da Escola Brasileira de Psicanálise do Campo Freudiano

Atividades

Links

Canal ICP-RJ

Boletins

Clique para ler o Boletim Letrear de Nov/Dez de 2020

Agenda

Agenda do 1º semestre de 2021

Publicações

Segregação em tempos de guerra: psicanálise na cidade

Cristina Duba e  Tatiane Grova (Orgs.)
Subversos, 2018 (Andamento do ICP)

Ao pé da letra

Leitura e escritura na clínica psicanalítica
Ana Lucia L. Holck e Tatiane Grova (Orgs.) Subversos, 2014 (Andamento)

Ódio, Segregação e Gozo

Vários (Instituto de Clínica Psicanalítica do Rio de Janeiro).
Rio de Janeiro: Subversos, 2012. 224 p. (Andamento)

X