TOPOLOGIA

  • Coordenação: cartel constituído por Ana Tereza Groisman, Angélica Bastos, Doris Diogo, Márcia Zucchi e Marcus André (mais um)
  • Periodicidade e horário: sextas-feiras, quinzenalmente, às 10h30
  • Início: 12 de março

O amor nos nós

A temática dos corpos em fuga levou-nos à investigação dos recursos colocados em ação para constituir o imaginário do corpo e reparar o nó entre os registros. Nesse semestre, concentraremos nosso interesse na incidência do amor sobre o enlaçamento entre real, simbólico e imaginário, em geral, e sobre o enodamento do corpo, em particular.

Estudaremos a função de enodamento assumida pelos diversos modos de amor na neurose e na psicose, tais como o amor ao pai, o amor de transferência, as parcerias amorosas etc., contemplando, sempre que possível, suas consequências sobre o corpo.

Para trabalharmos esses aspectos topológicos, recorreremos a textos teóricos, casos trazidos pelos integrantes do Núcleo, casos da literatura psicanalítica, além de apresentações de doentes conduzidas por Lacan.

Os encontros serão on-line, via Zoom. O link para a reunião será divulgado cerca de 15 minutos antes entre os participantes inscritos.

Coordenação: Stella Jimenez e Angélica Bastos

Periodicidade e horário: sextas-feiras, quinzenalmente, às 10h30

Início:  16 de março

No primeiro semestre de 2018, o Núcleo de Topologia dará continuidade ao estudo do sinthoma no início e no final de análise nas neuroses e psicoses, com atenção especial para as psicoses ordinárias. Com recurso a casos trazidos por participantes do Núcleo e casos publicados, buscaremos circunscrever o sinthoma (quarto elo) no momento inicial da experiência analítica, verificar se este quarto elo está presente, acompanhar suas transformações e, quando possível, delimitar o sinthoma ao qual a análise conduziu. Espera-se apreender aspectos topológicos de cada arranjo sinthomático, bem como os possíveis enodamentos. Trabalharemos também textos teóricos.

 

X